Assassino de Maria Cláudia Del’Isola pode ficar menos tempo na prisão

TV Globo – DFTV 24/08/2010

Por conta de mudança na lei, Bernardino do Espírito Santo, que havia sido condenado a 65 anos de reclusão, pode ter pena reduzida em 12 anos e seis meses.

A mudança na lei que transforma o estupro e atentado violento ao pudor num mesmo crime beneficiou o assassino da estudante Maria Cláudia Del’Isola.

Bernardino do Espírito Santo havia sido condenado a 65 anos de reclusão por homicídio, ocultação de cadáver, furto, estupro e atentado violento ao pudor. Com a alteração na lei, a pena dele pode ser reduzida em 12 anos e seis meses.

Maria Cláudia, que tinha 19 anos, foi abusada, estuprada, morta e enterrada dentro de casa em dezembro de 2004.

O Ministério Público não concorda com a interpretação da lei e recorreu.

Leia a Reportagem