Bernardo Bernardes

Bernardo Bernardes estudou Cinema e Vídeo na Columbia College, Chicago (EUA). Trabalhou em diversos filmes universitários e também dirigiu a curta trilogia PRISÕES, apresentada em vários Festivais e Mostras nacionais e internacionais de Cinema.
Recebeu o Prêmio de Melhor Filme eleito pelo Júri Popular do XXXVII Festival de Brasília do Cinema Brasileiro com o documentário média-metragem VIVA CASSIANO!, em homenagem ao poeta Cassiano Nunes.
Em 2007, foi premiado com a Bolsa Anual Internacional da Vancouver Film School, Canada.
Bernardo Bernardes é sócio-fundador da Visionária Produções Artísticas, atuando também como diretor e locutor para o mercado audiovisual.

A presença do cineasta Bernardo Bernardes entre as meninas do Instituto no dia 23 de março foi marcada por uma grande identificação já que ele fez fluir uma interação imediata. Todos pareciam crianças, muito à vontade, a ponto delas apresentarem um teatrinho de iniciativa delas mesmas, uma criativa história de bruxas. Começamos a tarde assistindo o documentário VIVA CASSIANO, uma média metragem em homenagem ao poeta Cassiano Nunes feito por ele em 2004, recebendo o prêmio de melhor filme eleito pelo júri popular do 37 Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Neste filme que narra um pouco sobre este poeta, Bernardo capta impressões de personalidades literárias, tais como Antônio Cândido, Antunes Filho, Wladimir Carvalho e Renato Matos, sobre esta figura ímpar que tanto encantou os brasilienses por suas obras poéticas e personalidade carismática. Em seguida, em roda, as meninas foram instigadas a dar suas impressões sobre o que assistiram e o que elas mais gostaram. Praticamente todas se pronunciaram, demonstrando um real interesse pelo filme. Depois, de posse de três livros de poesias do Vinícius de Morais, Mário Quintana e o próprio Cassiano Nunes, Bernardo solicitou que cada uma declamasse poesias destes autores. Elas prontamente acataram e a maioria preferiu a obra do Vinìcius já que suas poesias em forma de música eram as mais conhecidas. Portanto, mais uma tarde saborosa e inédita, pois com certeza, este foi o primeiro contado das crianças com um cineasta.