Sandra Daher

Naturalidade: Goiás (Ipameri). Formação acadêmica em ciências humanas: psicologia e antropologia. Especialização em desenvolvimento de recursos humanos e revisão de textos. Frequentou o Centro de pesquisa de arte Ivan Serpa, no Rio de Janeiro. Em Brasília, onde reside, desde 1975, participou das coletivas III Encontro dos Artistas plásticos de Brasília e I Salão de Arte e Cultura do Vale do São Francisco. Fez parte das coletâneas Poetas brasileiros de hoje – 1985. Rio de Janeiro: Shogun Arte, 1985; Antologia de poetas de Brasília. Rio de Janeiro: Shogun Arte, 1985; Escritores brasileiros – 1985. Rio de Janeiro: Crisalis Editora, 1985; Casa do poeta brasileiro/DF. Brasília, 1985. Integrou os 51 uns poetas de Brasília no século XXI- DF Letras No século XXI.Brasília: Câmara Legislativa do Distrito Federal, Ano VII- nº 82-90. Classificou-se no I Concurso de poesias do bar e restaurante Moinho – Brasília/DF. Fez leitura de textos poéticos em eventos. Possui textos em prosa e verso no site Usina de letras.

Salve o ciclo das paineiras
Meu coração se alegra
co´as barrigudas em flor!
Meu coração se aquece
com o intocado algodão
que despenca em neve seca
desde o bago, ao se abrir!

Meu coração espera
o lento verdear das folhas
e faz olho e guarda e esmera
o rosa, em novo parir!
Sandra Daher