Em carta, menina denuncia abuso sexual cometido pelo pai às suas duas irmãs

Os abusos foram confirmados por exames, segundo a Polícia Civil

compartilhar: Facebook Google+ Twitter
image002 (8)postado em 24/02/2017 15:53
Diário de Pernambuco
Divulgação/PM
O suspeito, as três meninas e um outro irmão das vítimas foram levados para a delegacia da Polícia Civil em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá

Um homem acusado de estuprar as duas filhas, de 11 e 15 anos, foi preso em uma fazenda na região de Araguaiana, no Mato Grosso. A denúncia foi feita pela irmã das meninas, de 12 anos, que testemunhava os abusos e escreveu sobre os crimes numa carta para sua professora. O crime foi então encaminhado para o Conselho Tutelar e Polícia Militar. De acordo com o portal G1, o pai das vítimas, de 40 anos, foi preso e autuado, mas negou os crimes. Os abusos, entretanto, foram confirmados por exames, segundo a Polícia Civil.

Na carta, a criança relata violência sexual e maus tratos cometidos pelo pai. De acordo com a menina, o homem de 40 anos “é ruim” e permite que as filhas tomem bebidas alcoólicas, além de impedir que elas tenham amigos. De acordo com a Polícia Militar, outras denúncias já levavam a polícia a monitorar a situação, mas o pai das vítimas não permitia visitas ou aproximação dos conselheiros.

O suspeito, as três meninas e um outro irmão das vítimas foram levados para a delegacia da Polícia Civil em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá. Os quatro moravam sozinhos, uma vez que a mãe das crianças foi presa por tráfico de drogas. De acordo com o delegado responsável pela investigação, Wilyney Santana Borges, apenas a criança de 12 anos (que escreveu a carta) e o irmão dela não teriam sido vítimas dos abusos, confirmados pelas duas vítimas.

O homem, que trabalha como seringueiro, foi autuado por estupro e estupro de vulnerável. As vítimas foram levadas para um abrigo e estão sob a guarda do Conselho Tutelar.
Site:www.correiobraziliense.com.br