Primo de Ana Íris confessa ter estuprado jovem antes de assassinato


Ana Íris, 12 anos, desapareceu em 10 de setembro
A Polícia Civil do Distrito Federal confirmou que o primo de Ana Íris, 12 anos, confessou a prática do estupro, seguido de homicídio por esganadura da adolescente. O jovem já havia confirmado a autoria do crime. A Delegacia da Criança e do Adolescente II (DCA II) representou a denúncia e a Justiça deferiu o pedido de internação provisória contra o menor infrator.

Segundo o delegado-chefe da DCA II, Juvenal Campos, o adolescente estava internado em um hospital em razão das agressões e lesões que sofreu no último dia 26, quando a menina foi encontrada morta. Ele foi agredido por moradores da região que já suspeitavam da participação do menino no homicídio.

Após os últimos exames, ele teve alta na manhã da última quinta-feira (28/9). O adolescente declarou que a motivação do assassinato seria para ocultar o estupro. Tudo teria ocorrido em 10 de setembro. Após matar a vítima, ele teria arrastado o corpo por cerca de dez metros.

Ele foi apreendido pelos ato Infracionais análogos aos crimes de homicídio, ocultação de cadáver e estupro de vulnerável, pelo período inicial de 45 dias. Após os procedimentos legais, o adolescente foi levado para internação no Núcleo de Atendimento Integrado (NAI).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *