Saidão: nove presos não retornam ao Sistema Penitenciário do DF

A permissão para a saída temporária de mais de mil detentos teve fim na segunda-feira (16/10)

23/10/2015. Crédito: Ed Alves/CB/D.A Press. Brasil. Brasília – DF. Presidio da Papuda, em São Sebastião.

postado em 18/10/2017 12:47 / atualizado em 18/10/2017 14:49
Deborah Novais – Especial para o Correio
Ed Alves/CB/D.A Press

Nove detentos, de um total de 1.005, não voltaram ao Sistema Penitenciário do Distrito Federal após o saidão de outubro. As informações são da Secretaria de Segurança e Paz Social. Quando retornarem, os sentenciados deverão responder a inquérito disciplinar, além de haver a possibilidade de perda do direito ao regime semiaberto.

Ao todo, 1.005 presos receberam liberação na ação que começou em 11 de outubro, com retorno marcado para a última segunda-feira (16/10), às 10h. A princípio, a Secretaria de Segurança informou que 1.031 sentenciados ganhariam o benefício. O direito é concedido aos detentos que cumprem pena em regime semiaberto e tenham recebido autorização para saídas temporárias ou trabalho externo.

A saída temporária é prevista na Portaria nº 6, de 2001, de 15 de março de 2001 (alterada pela Portaria nº 12, de 2001, de 26 de maio de 2001), caso os detentos tenham gozado do benefício, nos últimos seis meses, sem interrupções e ocorrências.

Esse foi o sétimo saidão do ano. No último, que ocorreu em setembro, 12 sentenciados não retornaram na data estabelecida. Os outros ocorreram na Páscoa, no Dia das Mães, em junho, em julho e no Dia dos Pais.
Fonte:www.correiobraziliense.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *