ESTA É QUE VALE Secretaria de Educação do DF é autorizada a abrir nova seleção pública

As oportunidades serão para professores substitutos da Rede Pública de Ensino do Distrito Federal.

Foi autorizada a realização da seleção pública para a Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF) para professores. A Câmara de Governança Orçamentária, Financeira e Corporativa do Distrito Federal anunciou, nesta quarta-feira (1/8), que a Secretaria pode contratar, de forma temporária, professores substitutos para o ano letivo de 2019 e 2020 obedecendo ao limite de 340 mil horas/ano.

A autorização ratifica o andamento do chamamento público iniciado em 17 de julho. A SEEDF recebeu a proposta de empresas interessadas em planejar e executar o processo seletivo simplificado. As propostas foram aceitas até 27 de julho e em breve o órgão deve anunciar a empresa escolhida.

As oportunidades serão para profissionais com nível superior de licenciatura plena ou bacharelado/tecnólogo, habilitado em disciplina similar, com aprovação no componente curricular pleiteado, desde que comprovado que tenha cursado o componente em no mínimo três semestres e/ou 180 horas.

Os aprovados farão parte do banco de reservas da pasta para atuar na Educação Básica e receberão como remuneração de R$ 5.016,53, para jornada de 40 horas semanais, e R$ 2.508,26 se trabalhar 20 horas por semana. Além disso, o contrato entre a SEEDF e os profissionais serão regidos pelo disposto no artigo 11 da Lei nº 4.266, de 11 de dezembro de 2008, estando vinculados ao Regime Geral de Previdência Social, nos termos da Lei nº. 8.647, de 13 de abril de 1993.

Provas

O site de concursos já havia publicado que o projeto básico do processo seletivo prevê que a seleção dos candidatos será composto por provas objetivas, que vão abordar os diversos componentes curriculares ofertados na Rede Pública de Ensino do Distrito Federal, com no mínimo 100 itens, sendo o mínimo de 60 de conhecimentos gerais e 40 de conhecimentos específicos. Para as vagas nos Centros Interescolares de Língua (Cil’s) haverá também banca de proficiência.

Caráter de urgência

O governador Rodrigo Rollemberg havia prometido que o edital seria publicado em julho. Apesar de não ter cumprido a promessa, o governo tem pressa para promover a seleção, pois o objetivo é suprir as carências na Rede Pública de Ensino antes do início do ano letivo de 2019. Para tanto, o resultado final do processo

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *