Oficinas de Teatro gratuitas – ANDAIME CIA DE TEATRO

A Andaime Companhia de Teatro está com inscrições abertas para oficinas de dramaturgia aberta, iniciação a performance, jogos teatrais, percussão e voz, vivência da comicidade, iluminação e produção cultural. As oficinas integram o projeto CURTO CIRCUITO NO ANDAIME contemplado pelo FAC 2010 e tem como objetivo fomentar e proporcionar o intercambio do processo de trabalho da Cia. A ANDAIME tem o interesse de dividir a sua pesquisa compartilhando o processo prático desenvolvido para a criação dos seus trabalhos e assim, incentivar a discussão, a apreciação e a pesquisa nas diferentes formas dentro das artes cênicas.

As oficinas são gratuitas e serão ministradas no mês de novembro de 2010 pelos artistas da Companhia, a maioria oriundos da Universidade de Brasília, que se destacam pela sua diversidade de pesquisa no fazer teatral, o que implica em cada oficina ter um foco diferente.

Para se inscrever é preciso ter disponibilidade, ser maior de 16 anos e já ter tido algum contato com o fazer teatral. Podem participar estudantes, professores de teatro e demais interessados. As vagas são limitadas. Confira no site www.andaimeciadeteatro.com.br todas as informações sobre as oficinas, datas e descrição.

Para efetuar sua inscrição, envie seus dados especificando qual oficina deseja participar para: curtocircuito@andaimeciadeteatro.com.br

SERVIÇO CURTO CIRCUITO NO ANDAIME:

Nome do projeto: CURTO CIRCUITO no ANDAIME

Nome das oficinas: DRAMATURGIA ABERTA,

ILUMINAÇÃO,

INICIAÇÃO À PERFORMANCE,

JOGOS TEATRAIS,

PERCUSSÃO E VOZ,

PRODUÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS,

VIVÊNCIA DA COMICIDADE. DÊ O SEU RIDÍCULO,

Datas: de 17 de novembro a 01 de dezembro DE 2010.

Local: SEDE do Teatro do Concreto

SDS, Bloco R, Loja 20, térreo

Edifício Venâncio V, Conic – Asa Sul

Telefone de contato: (61) 9964-8825

inscrições: curtocircuito@andaimeciadeteatro.com.br

Mais Informações : www.andaimeciadeteatro.com.br

Histórico Resumido da Andaime Cia de Teatro

A Andaime Companhia de Teatro surgiu em 2006, na Universidade de Brasília com o objetivo de pesquisar um teatro experimental ligado à improvisação e a construção de uma dramaturgia própria. Já em 2007, a Companhia estreiou seu primeiro espetáculo, (des)esperar, uma livre adaptação do clássico “Esperando Godot”, de Samuel Beckett onde no mesmo ano, participou da Mostra de Teatro Universitário (Moteu) e do projeto Teatro Universitário Candango (Tucan), na UnB.

Em 2008, a Companhia foi contemplada pelo Fundo de Apoio à Cultura e promoveu a circulação da peça nas regiões administrativas do Distrito Federal. Em 2009, participou do Prêmio SESC de Teatro Candango, onde levou o prêmio de “Melhor Iluminação” e foi indicado pelo júri nas categorias de melhor “Espetáculo”, “Direção” e “Trilha Sonora”. Ao longo dos três anos em que esteve em cartaz, (des)esperar foi encenada a um público estimado em 15 mil pessoas.

Serpentes que Fumam é o segundo projeto da Companhia e foi contemplado pelo Prêmio Funarte Myriam Muniz de Teatro 2008 e pelo Fundo de Apoio à Cultura – FAC 2009. Serpentes que Fumam foi elaborado a partir do Manifesto Futurista do italiano Filippo Marinetti, 1909, e também a partir do entendimento sobre dramaturgia aberta. O projeto acontece nas ruas mediante os conceitos de performance, intervenção urbana, happening. Os moldes da interpretação, da dramaturgia e da encenação debatem os conceitos do Teatro Futurista, amparado na teoria do Teatro Pós-Dramático. O projeto invadiu os espaços mais inusitados da cidade com ações onde parte do público não tinha conhecimento que estava presenciando um ato cênico. Além disso, os artistas da Companhia gravaram um vídeo-arte a partir dos moldes do projeto, o qual foi selecionado para a Mostra Brasília do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro de 2010. O vídeo-arte recebeu o nome de “Licença Poética”, é uma criação coletiva do grupo a partir de Serpentes que Fumam, e será exibido no dia 28 de novembro de 2010 às 16h30 na Sala Martins Pena do Teatro Nacional.

RELEASE DAS OFICINAS

INICIAÇÃO À PERFORMANCE

Com Larissa Mauro e Tatiana Bittar

Dias: 29 e 30 de novembro, 01 de dezembro de 2010.

horário: 14 as 18 horas

N° de vagas: 15 vagas

Carga Horária: 12 horas

Público: Pessoas a partir de 16 anos que tenham iniciação teatral.

Resumo: Com exercícios de improvisação e de ressignificação de ações e de objetos, os participantes entrarão em contato com alguns princípios para a elaboração de uma performance. Conceitos básicos sobre o tema serão discutidos por meio da análise do filme “O equilibrista” e do texto da atriz e performer Eleonora Fabião. A cada dia a oficina acontecerá em um lugar diferente do Plano Piloto e primeiro encontro será na Sede do Teatro do Concreto – confira o endereço.

Objetivo: Ao final da oficina, os participantes irão realizar uma performance em local a ser definido, construída a partir dos elementos pesquisados.

OFICINA DE DRAMATURGIA ABERTA

Com Márcio Menezes

Dias: 17, 19, 24, 26 de novembro de 2010.

horário: 8 as 13 horas

N° de vagas: 20

Carga Horária: 20 horas

Público: Estudantes, professores e demais interessados ( é preciso ter mais de 16 anos e já ter tido contato com o teatro).

Resumo: A oficina tem como foco principal a experimentação de jogos teatrais visando o livre exercício da criatividade. A partir dessa prática e do sistema improvisacional estabeleceremos um diálogo entre palco e platéia. Todos os encontros serão iniciados através de exercícios de prontidão criativa. Para em seguida, partir para os jogos teatrais de Viola Spolin, onde dividiremos o grupo em dois, três ou mais subgrupos. Cada subgrupo experimentará os jogos teatrais isoladamente, tendo liberdade para criar dentro da estrutura do jogo. Num segundo momento, será solicitado para cada grupo repetir o mesmo jogo para os demais grupos. Este é o momento de esclarecer, exemplificar, analisar e avaliar as possibilidades da linguagem teatral, e, paralelamente, o desempenho dos atores e a composição da cena. Num terceiro momento, os alunos partirão pra uma construção dramática a partir dos preceitos estruturais da Dramaturgia Aberta.

Objetivo: Preparar os alunos para o entendimento da Dramaturgia Aberta.

JOGOS TEATRAIS

Com Patrícia Del Rey e Kamala Ramers

Dias: 23, 24 e 25 de novembro de 2010.

horário: 14 as 18 horas

Carga Horária: 12 horas

N° de vagas: 15

Público: Atores e não atores acima dos 16 anos. A seleção dos participantes acontecerá mediante envio de currículo.

Resumo: A oficina propõe trabalhar os jogos teatrais. Os jogos teatrais são estruturas operacionais que procuram sintetizar as convenções da interpretação teatral e de suas técnicas dentro da forma de jogos. Cada jogo é construído a partir de um foco específico, desenvolvido a partir de instruções que levam o jogador a desenvolver questões específicas da prática teatral. Serão vivenciadas técnicas de Augusto Boal e Viola Spolin

ILUMINAÇÃO

Com-Carlos Kobzev

Dias: 16 de novembro * Os outros dias serão definidos pelo ministrante junto com os alunos a partir do primeiro encontro*.

horário: 14 as 18 horas

Carga Horária: 20h

N° de vagas: 10

Público: Pessoas a partir de 18 anos, que tenham interesse em aprender e a desenvolver um trabalho técnico e criativo no âmbito da iluminação cênica.

Resumo: A oficina será dividida em etapas teóricas e práticas. Na primeira parte será apresentada a história, as especificações técnicas e conceitos da dramaturgia da luz. Já na segunda etapa, os participantes irão vivenciar desde a fabricação de material a montagem de planos e pesquisa de campo.

PERCUSSÃO E VOZ

Com Marília Carvalho e Lucas Ferrarri

Dias: 17,18 e 19 de novembro de 2010.

horário: 14 as 18 horas

Carga horária: 12h

Público: Pessoas de qualquer idade que tenham interesse e disposição física e mental para realizar um trabalho criativo envolvendo explorações sonoras.

Resumo: Por meio de atividades práticas, serão exploradas as possibilidades sonoras do corpo – voz e percussão corporal – e de instrumentos de percussão, para que os participantes possam ampliar sua percepção musical, interagir com a paisagem sonora local e exercitar a criatividade e coordenação motora na realização de pequenos arranjos e composições coletivas. Ao final de cada encontro, os participantes poderão conversar sobre a experiência vivenciada e refletir sobre a forma como a paisagem sonora interfere nas nossas emoções e pensamentos, e a maneira com que lidamos com as múltiplas informações sonoras às quais estamos constantemente expostos.

VIVÊNCIA DA COMICIDADE. DÊ O SEU RIDÍCULO.

Ana Luiza Bellacosta

Dias: 17, 22, 24 e 29 de novembro de 2010.

horário: 19 as 23 horas

Carga Horária: 20 h

N° de vagas: 15

Público alvo: Para pessoas que não tem medo de demonstrar o seu ridículo, que não se importam em aprender com os seus próprios erros e com os erros dos outros, sem medo de se expor, para atores e não atores, comunidade em geral, pessoas sem desprendimento e pessoas com mais de 18 anos que tenham interesse em vivenciar os procedimentos e os jogos da comicidade.
Release da oficina: Está oficina propõe um deslocamento no espaço, uma viagem rumo aos preceitos indicativos da arte de jogar, uma vivência pelos procedimentos e caminhos do jogo cênico guiado pelo cômico. A proposta da oficina é gerar um espaço de vivência em grupo dos preceitos cômicos utilizando a linguagem entre outras técnicas de comicidade, como, atitude interativa, estado físico, parceria, o papel da escuta e o papel do apoio seja no jogo, como na cena, como na vida. A partir dos exercícios aplicados o intuito é sensibilizar os participantes a reencontrarem a sua ingenuidade, o prazer de rir e fazer rir, a generosidade de construir com o outro condições e interações que proporcionem aos outros o riso. Despertar o sensível, a amorosidade, a coragem e generosidade para com o parceiro e com os demais colegas. Desconstruir a idéia de competição e adentrar ao espaço sagrado da cooperação, do respeito e do cuidado.

PRODUÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS

Com Kamala Ramers e Patrícia Del Rey

Dias: 22, 26 e 29 de novembro de 2010.

horário: 14 as 18 horas

Carga horária: 12 horas

Público: Pessoas que tenham interesse em aprender e a desenvolver um trabalho de produção cultural.

Resumo: Conceituar e expor as atribuições dos diferentes produtores dentro de um mesmo trabalho (produtores técnicos, executivos, e logísticos). Discussão do ponto de vista prático e teórico da produção na área de cultura e entretenimento, em especial, teatro e cinema. O objetivo da oficina é buscar o perfil do produtor e público consumidor brasiliense realizando na prática um projeto cultural.