LUIS TURIBA

LUIS TURIBA – Poeta e jornalista nascido em Pernambuco, em 1950. Vive desde 1979 em Brasília, onde recebeu o título de Cidadão Brasiliense pelos serviços prestados à cultura da cidade. Publicou Kiprokó (1977), Clube do Ócio (1980); Luminares (1982); Realejos (1988), Cadê (1998), Bala (2005), Luiza Luluza (poemas infantis, 2010) e Meiaoito (2010). Pelo livro-CD Cadê, recebeu o Prêmio Candango de Literatura  do GDF, em 1998. Mantém o blogdoturiba.blogspot.com. Turiba apresentou sua aula-recital para as 33 alunas do INSP no dia 28 de setembro. Depois mandou um email assim: “Gostei tanto daquelas menininhas, que vou voltar lá e doar 20 exemplares do Luiz a Luluza para elas”.

BICO DA TORRE
 
A sombra do bico da torre na terra
Faz o ponteiro
Que marca o preciso momento e o destino
Da gente se amar.
 
São flocos de nuvens que pairam
No céu de Brasília
Dão na vista textura arquitetura obra de artista
 
São blocos caiados de branco
Banhados de chuva e de luz
Necessidade nessa cidade
De afeto é o que conduz
 
Me induzo a ficar a pensar
Que sou o céu.
 
E o bico da torre é a antena
Que marca o momento apenas
 
 
BORBOLETRAS, BORBOLETREM
 
Quando você borboleta
Eu te aero o porto
Quando você bicicleta
Eu me arco e flecha
Quando você me poeta
Eu te arreio rimas
Quando você se planeta
Eu te arejo o cosmos
Quando você me soletra
Eu te armo pousos
Quando você se escopeta
Eu te arte em balas
Quando você biblioteca
Eu te aço as bíblias
Quando você m’encapeta
Eu te a eros gozos