Justiça integrada

A medida foi anunciada nesta terça-feira (27/11), durante encontro do presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, desembargador José Carlos Schmidt Murta Ribeiro, e do corregedor-geral, desembargador Luiz Zveiter, com juízes e servidores do 5° NUR, em Volta Redonda, no sul fluminense.

A medida faz parte do Projeto de Fortalecimento dos Núcleos Regionais. De acordo com o corregedor, o objetivo é reduzir gastos, economizar tempo e racionalizar o trabalho. “Servidores de regiões mais distantes do estado não precisarão se deslocar até a capital para resolver problemas administrativos, e todos os núcleos poderão se comunicar simultaneamente”, afirma Zveiter.

O projeto piloto deverá ser lançado na segunda quinzena de janeiro de 2008, no 5° e no 12° NUR (Zona Oeste do Rio). Depois de consolidado, a idéia é implantá-lo em todo o estado até o final do próximo ano. O novo modelo prevê a descentralização e a regionalização dos núcleos, com a adoção de rotinas administrativas padronizadas.

“Nosso objetivo é a resolução dos conflitos de interesses dos cidadãos, com eficiência e eficácia, em tempo razoável, para a construção da tão almejada paz social”, disse o presidente do TJ no encontro.