Mães entregam filhos suspeitos de matar gerente de supermercado em Recife

Diário de Pernambuco
Publicação: 17/06/2011 21:04 Atualização:
Dois adolescentes, de 13 e 16 anos, suspeitos de terem participado da tentativa de assalto que resultou na morte do gerente de uma rede de supermercados de Recife (PE) foram levados esta manhã pelas mães para a Gerência de Proteção a Criança e ao Adolescente (GPCA), na rua Fernandes Vieira, na capital pernambucana. Eles foram identificados no final da tarde de ontem (16/6) e, desde então, estavam sendo procurados pela polícia.

O delegado Humberto Ramos, chefe da Unidade de Repressão ao Atos Infracionais, disse que as mães e os adolescentes serão ouvidos pela delegada da GPCA Renata Machado, que ficará responsável pelo caso. Em seguida, os garotos serão encaminhados para a Funase.

Ele adiantou que os adolescentes são vizinhos e moram na comunidade do Cardoso, assim como um jovem de maioridade, que teria participado da ação, dando cobertura ao mais novos. O delegado disse que o tiro que matou José Valdir Ribeiro da Silva foi disparado pelo adolescente de 13 anos e que, provavelmente, o dinheiro e os objetos roubados seriam entregues ao mais velho, que liderava o grupo.

Esta manhã, a polícia prendeu um adulto, identificado como Leonardo, o Léo, de 25 anos, suspeito de participação no crime. Ele indicou o local onde a arma usada no assassinato foi encontrada, um revólver calibre 38 com quatro munições. De acordo com a polícia, não existe nenhum mandado de prisão expedido contra Leonardo.

Sepultamento
A vítima, José Valdir Ribeiro da Silva, de 49 anos, foi assassinado a tiros no bairro da Madalena na noite da quarta-feira passada. O corpo do gerente foi sepultado na manhã desta sexta-feira (16/6) no Cemitério da Várzea.

De acordo com a polícia, Valdir foi abordado quando parou carro que dirigia em um semáforo no cruzanento da rua José Osório com a avenida Caxangá. Valdir ainda foi socorrido por policiais militares ao Hospital Getúlio Vargas (HGC) mas, baleado no peito, não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a polícia, a vítima saía do supermercado na Avenida Rosa e Silva, onde trabalhava há 23 anos na gerência da padaria e voltava para casa, na UR-7, na Várzea. Apesar de nenhum pertence ou o carro da vítima terem sido levados, o delegado Humberto Ramos acredita na hipótese de tentativa de latrocínio.

Segundo ele, o local já é conhecido pelos contantes casos de assaltos a motoristas. A polícia suspeita de três adolescentes que estão sendo procurados. Valdir deixa três filhos.

Com informações das repórteres Adaíra Sene e Raquel Andrade, da TV Clube