Convite para o lançamento da FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DAS VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA – Esta luta é de todos.

Amigos: Convidamos vocês a estarem presentes a mais este ato de cidadania e esperança de transformação por um Brasil melhor e justo.

Contra a violência, a impunidade, e a favor da vida.

“Que você não sinta a dor que nos levou fazer essa campanha”

Frente Parlamentar em Defesa das Vítimas de Violência

Será lançada no dia 24 de agosto a Frente Parlamentar Mista em Defesa das Vítimas de Violência, proposta pela deputada Keiko Ota (PSB-SP), que participa de sua coordenação. O evento acontecerá às 9h30, no auditório Freitas Nobre, no subsolo do anexo IV da Câmara Federal.

“A Frente é parte da realização de um trabalho de 13 anos. Seu objetivo será defender as famílias vítimas de violência, lutar por seus direitos e assegurar que essas pessoas tenham melhor qualidade de vida”, afirmou a Keiko Ota. A deputada, que teve seu filho Ives Ota assassinado, fala com a propriedade de quem é uma vítima direta da violência.

De uma forma geral, a legislação brasileira acaba por beneficiar o criminoso, com a progressão penal, saídas temporárias e auxílio-reclusão para a família. Enquanto isso, os parentes das vítimas ficam desamparados diante da falta de uma legislação específica de apoio, ou mesmo de ações práticas, como por exemplo, atendimento psicológico e social.

“A causa é de interesse de todos, por isso a importância da presença das pessoas nesse dia para mostrarmos a nossa indignação com o descaso que essas famílias recebem de quem deveria dar apoio”, desabafa Keiko Ota.

Sentir o que essas famílias sentem, a dor eterna da saudade, porque nossos filhos não estarão mais conosco, tirados que foram pela violência, foi isso que me motivou a criar esta Frente Parlamentar e pedir o apoio dos outros políticos. Porque esta não é uma luta só minha, mas de milhares de parentes e amigos de Ives, Elóas, Lianas, Pedros, Rodrigos, Paulinhos, Gabrielas, Maria Cláudia de todos nós, de todo o povo brasileiro”.

O ato contará com a presença de diversas famílias e movimentos de todo Brasil, assim como com a participação da subsecretária de Proteção às Vítimas de Violência, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, Valéria de Velasco; da autora de telenovelas, Glória Perez e da educadora e psicopedagoga Cristina Del’Isola, que tiveram a vida de seus filhos tirada brutalmente.

Entre principais as propostas da Frente estão a criação de auxílio financeiro para as vítimas de violência; a aprovação de lei que regule o artigo 245 da Constituição Federal, definindo e assegurando os direitos as vítimas de violência, e a revisão do Código Penal, com o objetivo de acabar com a impunidade. No âmbito das políticas públicas propor a criação de secretarias de apoio às vítimas de violência, bem como de frentes semelhantes, em nível estadual. Além disso, apresentar medidas que contribuam para a retirada do Brasil do inadmissível ranking mundial de campeão em homicídios.

Ainda como parte das atividades, será aberta no hall da taquigrafia da Câmara, às 12h, a exposição “Lembrar para Não Esquecer. Não Esquecer para Mudar”. Às 14h, as famílias, vítimas de violência, participarão da reunião da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado – Plenário 06 –, onde será apreciada a requisição para que sejam realizadas audiências públicas com o objetivo de tratar do assunto, a partir dos relatórios elaborados nos seminários regionais da Frente Parlamentar. Por fim, às 15h, o grupo será recebido pelo presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia. Estarão presentes parlamentares e representantes da sociedade civil relacionadas ao tema. “Precisamos nos unir. Somente assim teremos a força necessária para conquistarmos nossos direitos”, enfatiza a deputada.

Serviço

Lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa das Vítimas de Violência

Dia: 24 de agosto

Horário: 9h30

Local: Auditório Freitas Nobre da Câmara Federal

Movimentos e Familiares de Vítimas que já confirmaram presença:

Movimento Paz e Justiça Ives Ota – Masataka Ota – SP;

Movimento Gabriela Sou da Paz – Carlos Santiago e Sandra Domingues – RJ;

Movimento Maria Cláudia Pela Paz – Marco Antonio Del’Isola e Cristina Del’Isola – DF;

Movimento de Resistência ao Crime – Jorge Damus – SP;

Movimento das Vítimas da Violência pela Justiça e Paz – Fumyio Kurisaki – SP;

Movimento Giorgio Renan por Justiça – Elizabeth Metynoski – PR;

Movimento Cadê Patrícia – Adriano Franco e Felipe Franco – RJ;

Movimento Mães na Dor – Hipernestre Carneiro – PB;

Movimento Anjos de Realengo – Adriana Maria Machado – RJ;

Movimento Basta com Erros Médicos – Sandro Machado de Lima – RJ;

Movimento O Rio Pede Paz – Dr. Cacau de Brito – RJ;

Movimento Bruna Pela Vida – Bárbara de Oliveira Carneiro – DF;

ONG Brasil Sem Grades – Luiz Fernando Oderich – RS;

ONG Rodas da Paz – Beth Davidson e Persio Davidson – DF;

ONG Cure o Mundo – Natália Pereira – SP;

CONVIVE – Francisco Régis Lopes – DF;

Subsecretaria de Proteção às Vítimas de Violência: Valéria de Velasco – Francisco Lopes – DF;

Fundação Bruno Escobar – João Márcio Escobar – MS;

Associação de Familiares Vítimas da Chacina de Vigário Geral – Iracilda Toledo- RJ;

AVIM – Ana Lúcia Barbosa – mãe de Allan Barbosa – PA;
Juiz Marcelo Alexandrino – RJ;

Ari Friedenbach – pai de Liana Friedenbach –SP;

Tânia Lopes – irmã de Tim Lopes – RJ;

Paulo Roberto – pai do João Roberto Soares Amorim – RJ;

Adriana e Antônio Barbosa – pais de Luis Paulo Barbosa –SP;

Cassiano Pimentel – primo do Jornalista Walter Pimentel – SP;

Marion e Carlos Terra – pais de Lucas Terra – BA;

Célia e Elson Nascimento – pais de Elton de Oliveira Nascimento – PB;

Eduardo e Cléia Regina Rodrigues – pais do Diego Machado Rodrigues – RS;

Simone Monteiro – mãe da Jéssica Phillip Giusti – SP;

Adriana Cristina Pimentel – mãe de Eloá Pimentel – SP;

Patrícia Klemtz – mãe de Thiago Klemtz – PR;

Franciana Rosal – mãe de Paulo Roberto – DF;

Marizete Rangel – mãe de Fabrício Rangel – RJ;

Iêda Vale – mãe de Rodrigo Vale Fonseca – DF;

Silvana Leal – mãe de João Cláudio Cardoso Leal – DF;

Alessandra Ramos Bandeira – irmã de Priscila Tavares Ramos – SP;

Ana Paula Cavalcanti – mãe de Matheus – João Pessoa – PB.

Roberto Sekiya

robertosekiya@uol.com.br

3215-5523

Movimento Paz e Justiça Ives Ota

(11) 9711-1194
www.keikoota.com.br
Mais informações:3215.9654/3215.9659
patricia.lemos@camara.gov.br
flavia.leal@camara.gov.br

FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DAS VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA