MP lança campanha para uso consciente da Internet

O MPF-SP (Ministério Público Federal em São Paulo) firmou nesta terça-feira (10/2), data em que se comemora o Dia Mundial da Internet Segura, um protocolo de cooperação para a realização de campanhas educativas para o uso ético e responsável da rede mundial de computadores. O acordo foi assinado por procuradores membros do Grupo de Combate aos Crimes Cibernéticos do MPF e por representantes da ONG Safernet Brasil e da Fundação Padre Anchieta, mantenedora da TV Cultura. De acordo com o protocolo, a TV Cultura se compromete a veicular material educativo produzido sob coordenação da Safernet Brasil e do CGI (Comitê Gestor da Internet). O principal foco da ação será a prevenção da pornografia infantil, tema de três de cada quatro investigações de crimes cibernéticos em curso no MPF. “Muita gente pensa que a prisão e a repressão dos crimes na internet é a solução, mas não é”, afirmou o procurador Sergio Suiama, em entrevista coletiva após a assinatura do acordo. “Precisamos educar as crianças para que elas possam se proteger”, disse. “Ninguém defende a censura, mas todos nós sabemos que crianças e jovens precisam de orientação sobre o que podem e não podem fazer na internet”, complementou a diretora de programação infanto-juvenil da TV Cultura, Âmbar Barros. O diretor de Prevenção da Safernet Brasil, Rodrigo Nejm, afirmou ainda que a ONG ainda vai realizar oficinas com mais de 18 mil alunos e 900 professores de escolas públicas e privadas de todo país esclarecendo as crianças e os educadores sobre os riscos existentes na rede. “A Internet é um espaço público com coisas boas, mas coisas ruins também.

 

Parte das oficinas realizadas neste ano pela Safernet serão baseadas na cartilha SaferDicas, publicada pela entidade. O livreto, além de outras dicas para o bom uso da Internet, está disponível para download no site.

Terça-feira, 10 de fevereiro de 2009