Barbie usa Instagram para enganar homens; golpes chegam a R$ 300 mil

Modelo fotográfica de 25 anos enganou moradores do Distrito Federal, de Goiás, de São Paulo e do Rio de Janeiro. Ela usava perfis nas redes sociais de venda de produtos importados usando conta-corrente de outras pessoas para depósito e não entregava as mercadorias.

image001 (2)

postado em 12/08/2015 14:30 / atualizado em 12/08/2015 18:35

 Renato Alves

Policiais goianos prenderam uma modelo fotográfica, conhecida como Barbie, acusada de aplicar golpes por meio do Instagram. Segundo as investigações, ela aplicou golpes em moradores do Distrito Federal, de Goiás, de São Paulo e do Rio de Janeiro. Bruna Cristine Menezes de Castro, 25 anos, foi presa, nesta terça-feira (11/8), em Goiânia.

Ela usava perfis nas redes sociais de venda de produtos importados usando conta-corrente de outras pessoas para depósito e não entregava as mercadorias. Titular da Delegacia Estadual de Defesa do Consumidor (Decon), o delegado Eduardo Prado estima que apenas em Goiânia ela tenha causado um prejuízo estimado em R$ 300 mil às vítimas.

Bruna usava perfis nas redes sociais de venda de produtos importados

De acordo com a investigação, Bruna criava perfis com nomes falsos nas redes sociais para vender produtos como telefones celulares, itens de maquiagem e perfumes importados. “Em alguns perfis ela dizia que era Maria. Ela ia cancelando as contas e criando outros perfis”, contou o delegado.

image002 (1)Ação fora do país

Vinte moradores de Goiânia procuraram a delegacia, desde abril deste ano, para denunciar a jovem, com um prejuízo de cerca de R$ 50 mil. A polícia investiga a possibilidade de a modelo ter aplicado golpes há cerca de cinco anos. “Acreditamos que ela tenha vítimas até fora do país”, disse o delegado.

Bruna vendia produtos como telefones celulares, itens de maquiagem e perfumes importados

Para Eduardo Prado, Bruna Cristine tem transtorno de personalidade. Ele conta que Barbie se envolve com homens casados e depois finge ter câncer para tirar dinheiro deles. “De um homem do Rio de Janeiro, ela conseguiu arrancar R$ 15 mil”, citou. A outro homem, a modelo enviou uma fotografia deitada em uma maca, com a boca sangrando. Ela teria cortado a língua com uma lâmina de barbear.

O advogado de Bruna, Flávio Cavalcante, afirmou que sua cliente confesse partes das acusações. No entanto, ele não diz quais e garante que a jovem vai contribuir com as investigações.

@brunagolpista

Vítimas formaram grupos nas redes sociais para tentar evitar que Barbie fizesse novas vítimas. Em um comentário no perfil @brunagolpista, do Instagram, Bruna é irônica ao falar sobre uma mensagem do usuário dizendo que “ela nem sonha como estão as investigações”. Ela responde: “Aguardo ansiosamente por esse dia. kkkkk. Meu orixá é forte”.
PUBLICIDADE