Polícia Civil prende homem acusado de estelionato no Lago Sul

Antônio Carlos Guimarães conquistava mulheres com alto poder aquisitivo e, depois, fazia empréstimos e comprava carros no nome das vítimas.

Nathália Cardim / , Luiz Calcagno

antonio

A Polícia Civil prendeu, em flagrante na manhã desta quarta-feira (19/8), Antônio Carlos Guimarães, 45 anos. Mais conhecido como Dom Juan do Lago Sul, ele se relacionava com mulheres, em sua maioria acima de 45 anos e de alto poder aquisitivo, conquistava a confiança delas e aplicava golpes nas vítimas.

Antônio Carlos ganhava confiança das mulheres nas redes sociais. Ostentava um estilo de vida abastado, que na verdade não tinha, se dizia apaixonado pela vítima e, após o início do relacionamento, comprava carros e fazia empréstimos no nome delas. Nove pessoas já prestaram queixa. Os golpes somam mais de R$ 300 mil.

De acordo com o delegado-chefe da 10ª Delegacia de Polícia (Lago Sul), Plácido Rocha, há suspeita de que ele atue também em outros estados. A polícia espera que novas vítimas compareçam à DP para prestar queixa. O acusado já responde a outros 26 inquéritos, a maioria por estelionato e receptação.

Antônio Carlos foi preso em uma agência da Caixa Econômica Federal, enquanto usava um documento de um laranja para abrir uma conta. Ainda segundo Plácido Rocha, ele poderá pegar de 1 a 5 anos por cada golpe aplicado, sem contar os outros inquéritos e denúncias que possam aparecer.

Site: www.correiobraziliense.com.br