Morre casal atropelado por motorista embriagado em ponto de ônibus da 070

Mariana Laboissière

Edelson Moura de Paiva, 30 anos, fez teste que constatou 0,73mg/L de álcool. Caio Felipe Couto da Silva, de 21 anos, e Sthephany Caroline Pereira Famas, de 27, foram encaminhados para hospitais, mas não resistiram aos ferimentos.

As duas pessoas atropeladas nesta terça-feira (25/8) em uma parada de ônibus no Km 17 da BR-070, próximo de Ceilândia, morreram. O acidente, registrado por volta das 21h40, ocorreu após dois carros baterem, próximo a um Posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O condutor de um dos veículos perdeu o controle da direção e atingiu os pedestres que estavam no ponto. Edelson Moura de Paiva, 30 anos, apresentava sinais de embriaguez. Após exame, a suspeita foi confirmada.

Caio Felipe Couto da Silva, de 21 anos, e Sthephany Caroline Pereira Famas, de 27, foram encaminhados para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC) em estado grave. O primeiro apresentou traumatismo craniano, múltiplas fraturas na perna e, a caminho do hospital, teve uma parada cardiorespiratória, mas foi estabilizado na ocasião. A segunda, também teve complicações, foi reanimada ainda no local e transportada em seguida.

Sthephany morreu no HRC e Caio no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), para onde foi transferido. Na noite de ontem, o motorista que atropelou as vítimas foi levado pela Polícia Militar para a 23ª Delegacia de Polícia (P Sul), onde foi realizado o teste de alcoolemia. O resultado deu positivo, com 0,73mg/L de álcool. Edelson foi encaminhado para a carceragem da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).

Até o fim de julho, mais de 9 mil pessoas no Distrito Federal foram pegas alcoolizadas ao volante. Desse total, 1207 foram presas por crime de dirigir sob efeito de álcool.