Solidariedade- uma grande palavra grande

Convite solidariedade BrasiliaSolidariedade- uma grande palavra grande” nasceu de uma imensa saudade e também de muito orgulho. Em 21 de julho de 2004, Luiz Fernando Lopes Caldeira estava em Niterói, a trabalho, quando viu uma senhora ser jogada ao chão, por um assaltante. Atracou-se com ele, mas acabou por levar um tiro e após horas de cirurgia, morreu. Morreu por solidariedade, sentimento cada vez mais raro em nossa sociedade. Diante da violência crescente e da falta de humanidade que a cada dia se constata maior se observados os noticiários do país e do mundo, valores importantes para a sociedade, como solidariedade e ética são cada vez mais esquecidos. Discutí-los com crianças e jovens, levando-os a pensar em maneiras de promover uma melhor convivência com o outro, é uma forma de tentar mudar esta realidade e recuperar um sentimento que parece desaparecer. O livro, parte de uma campanha iniciada no 1º aniversário da morte de Luiz Fernando, se propõe a isso: uma professora inicia o período letivo com a palavra “SOLIDARIEDADE” escrita no quadro e leva os alunos a questionarem o que isso significa e como se pode ser solidário. Termina propondo que observem suas ações e escrevam suas histórias de solidariedade, para que sejam depois ilustradas e possam se transformar num livro da turma. Mostra que mesmo em pequenas ações podemos demonstrar preocupação com alguém próximo e que, às vezes, é mais fácil ser solidário com quem está longe – provoca pouca ou nenhuma mudança em nossas vidas.

A autora foi, por muitos anos, professora de crianças e jovens com necessidades especiais, professora universitária e ainda é funcionária pública do Estado do Rio de Janeiro. Mas, aqui, o que mais importa é que é a mãe do Luiz Fernando, e como toda mãe de vítimas de violência, tem o desejo de que esta morte não tenha sido em vão. Espera que esta perda enorme não seja apenas mais um número nas estatísticas do país, mas que, a partir dela sejam também feitas mudanças que permitam a construção de um mundo mais humano e feliz.