Oração de agosto

AMBIENTAÇÃO E MATERIAL

  • É importante que o ambiente seja organizado em círculo.
  • Deixar o espaço no centro do círculo no qual podem ser colocados alguns símbolos.

ACOLHIDA

O(A) animador(a) ou alguém da família que for conduzir o momento orante, deve:

  1. Solicitar as pessoas que se coloquem em um momentinho de silêncio, fazendo uma respiração consciente. Respirar é um ato primitivo, não complexo. Não precisamos pensar para respirar, mas é algo primordial em nossa vida. Só damos importância quando nos faz falta, como para muita gente nesse momento de pandemia.
  2. Inspirar e expirar de forma lenta e suave. Colocar o coração no coração de Deus.
  3. Se possível, utilizar de fundo a música instrumental do seguinte link: https://www.youtube.com/watch?v=7hK5QwxV42U.

Após o momento de respiração consciente, fazer as seguintes leituras:

  1. Uma pequena história

Durante esses vinte anos de trabalho no meio do povo, comecei a compreender cada vez com maior clareza que a pior enfermidade de nossos dias não é a lepra ou a tuberculose, mas a falta de afeto, a sensação de não ser querido, de não ser amado pelos outros.

Se cada pessoa humana começasse a dar alguma coisa do que possui e se preocupasse pelas necessidades do próximo, então todos colaboraríamos para a paz do mundo.

Nossos pobres são pessoas admiráveis e muito afetuosas. Não precisam de nossa piedade ou compaixão. Precisam de nosso amor, de nossa compreensão e respeito. (Madre Tereza de Calcutá).

b) Leitura bíblica em Mt 25, 31-36

RODA DE CONVERSA (Após as leituras dos dois textos partilhar os seguintes questionamentos):

1) Quando vemos alguém precisando de ajuda, como nos comportamos?
2) Quais foram as atitudes de solidariedade que praticamos nas últimas semanas?

O QUE NOS DIZ O PAPA FRANCISCO

“A fé que não se faz solidariedade, é uma fé morta. É uma fé sem Cristo, uma fé sem Deus, uma fé sem irmãos. O primeiro a ser solidário foi o Senhor, que escolheu viver entre nós, escolheu viver no nosso meio.” (Homilia do Papa Francisco, proferida no Paraguai, em 12/07/2015).

Finalizar com a seguinte oração e logo após, uma música definida pelo grupo.

Senhor, Deus da vida. Criador de todas as coisas, fonte de todo o bem. Senhor do tempo e da história, dai-nos um espírito de solidariedade capaz de partilhar o pão, respeitar o diferente, promover e servir a vida, construir a paz, cultivar a verdade, implantar a justiça, cuidar da criação e crescer sempre na fraternidade e na comunhão. Amém

(Adaptada: Autor desconhecido)

SANTO ANÍBAL

Hoje celebramos os 170 anos de nascimento de Santo Aníbal Maria. Ele é natural de Messina, sul da Itália.

Santo Aníbal Maria dedicou sua vida para defender aos pobres e as crianças em situação de vulnerabilidade.

Grande evangelizador, se empenhou em promover o carisma do Rogate, rezando pelas vocações e zelando pelas coisas de Deus.

Ele é um grande exemplo, um modelo na defesa da vida e na promoção dos direitos dos mais vulneráveis.

Prezados amigos de caminhada,

Ao longo de todos esses meses de dificuldades imputadas ao mundo em razão da Pandemia, nunca sentimos tanto a necessidade de intensificar nossas orações, movidas pela nossa FÉ, alimentada mensalmente, a cada dia 9…
Muitas reflexões importantes, idealizadas por amigos iluminados, tem nos atingido de forma bem diversificada…
Acreditamos claramente que Deus age… intui… de acordo com a necessidade de cada coração…
Para o dia 9 de julho, contaremos com a leveza do nosso grande amigo Álvaro, para nos guiar, desta vez, convidando familiares ou algum amigo que você perceba a necessidade de partilhar o momento orante…
Seja na forma presencial ou on-line…
Para tanto, encaminhamos a oração deste mês, com antecedência, com o fim de que você possa preparar o ambiente com uma cruz e uma vela acesa, simbolizando a luz que seguimos…
A paz esteja com todos nós!
“Alegrai- vos na esperança,
Sede pacientes na tribulação,
Perseverai na oração.”

Romanos 12:12
ೋ🍃🌺🍃ೋ

Oração da Esperança

“Esperança…
Esse olhar sobre o presente com humildade, mas também com direção. Sabendo que, logo adiante, tudo pode ser melhorado, aprendido, assimilado. Eu não consigo ver a esperança longe da humildade. Quem não escolhe a humildade para ser corrigido e melhorado, dificilmente será movido pela esperança.
Muito diferente da expectativa, ela faz com que minha felicidade e alegria não dependam que algo se realize conforme os meus desejos, ao contrário, dela colho sentido quando absolutamente nada me resta, nem forças.
Eu tenho a sensação de que a esperança habita em mim num lugar cheio de incertezas, indefinições, indecisões, inseguranças, e todos esses “ins” que as circunstâncias da vida nos impõe. Se não fosse numa situação difícil ou de risco, pra quê precisaríamos de esperança?
Eu espero em Deus onde ninguém mais pode me dar segurança alguma. Imagino que esperança cega seja isso: sem garantia alguma. Eu ainda espero… E é tão forte, que eu não saberia viver de outro jeito.
Esperar em Deus não é tarefa fácil. Posso confundir essa espera com passividade de Deus. “Ora et labora” é via de disciplina de religiosos no mundo todo, deve ser para mim também. Orar e trabalhar por aquilo que mais espero de Deus. Não esperar sentada, mas rezar andando! Esperança cega e ativa. Enquanto dou passos, Deus vai colocando o chão.”
(Trechos do livro “Gotas de Sentido – na eternidade no momento presente)

Em tempos marcados por preocupações, incertezas e grandes perdas, somos chamados a refletir sobre a esperança… Este sentimento capaz de nos colocar no eixo e nos fazer mais confiantes de que dias melhores virão, ainda que jornais tristes notícias nos desanimem e façam duvidar de um futuro com menos sofrimentos. Na oração deste mês de junho, somos convidados a colocar na presença de Deus tudo aquilo que nos faz ter esperança, e nos move para continuar a caminhada árdua de todos os dias.
Há uma frase de Santa Terezinha que diz: “O que agrada a Deus em minha pequena alma, é que eu ame a minha pequenez e minha pobreza. É a esperança cega que tenho em sua misericórdia”. Que possamos confiar na misericórdia divina, no amor de Deus em nossas vidas, para que possamos fortalecer a certeza de que Ele tem cuidado de nós.
A partir de nossa reflexão, reflita pacientemente, e responda com sinceridade: Hoje, quais são suas esperanças?

(Momento de ação e reflexão)
A partir deste questionamento, escute esta música (https://youtu.be/rHrM-_fChrU) e escreva num papel tudo aquilo que te faz acreditar que amanhã será um dia melhor que hoje.
Após escrever, apresente a Deus todas as suas esperanças e anseios, e faça sua oração espontânea.
Pai Nosso que estais nos Céus…

ORAÇÃO DA ESPERANÇA

Senhor, concedei-nos a virtude da esperança, fundamento que não se baseia nas limitadas forças humanas, mas em Vosso poder, Vossa misericórdia e na fidelidade às Vossas promessas.
Quando lutamos para que o Reino dos Céus se estabeleça no mundo tomado pelo mal, sustentai-nos para não cairmos no desânimo. Afastai de nós o temor, pois Vós vencestes o mundo.
Dai-nos a capacidade de ver além das dificuldades e descobrir Vossa providência que tudo organiza para o bem daqueles que amais.
Quando após muitas lutas sentirmos fraqueza, dai-nos a esperança que impede todo desânimo.
Que a nossa esperança seja mais firme que a rocha, para que, apoiados em Vossa graça, saibamos recomeçar, até que sejamos perfeitos como o Pai do Céu é Perfeito e, assim, consigamos a recompensa que é reservada para aqueles que a Vós são fiéis.
Amém!

Brasil é 3º país onde mais se crê em Deus, diz pesquisa

Levantamento indica que 84% dos brasileiros acreditam em “ser supremo”, índice que só é menor que os de Indonésia e Turquiaselo

O Brasil foi o terceiro país em que mais se acredita em “Deus ou em um ser supremo” em uma pesquisa conduzida em 23 países.

A pesquisa, feita pelo empresa de pesquisa de mercado Ipsos para a agência de notícias Reuters, ouviu 18.829 adultos e concluiu que 51% dos entrevistados “definitivamente acreditam em uma ‘entidade divina’ comparados com os 18% que não acreditam e 17% que não tem certeza”.

O país onde mais se acredita na existência de Deus ou de um ser supremo é a Indonésia, com 93% dos entrevistados. A Turquia vem em segundo, com 91% dos entrevistados e o Brasil é o terceiro, com 84% dos pesquisados.

Entre todos os pesquisados, 51% também acreditam em algum tipo de vida após a morte, enquanto apenas 23% acreditam que as pessoas param de existir depois da morte e 26% “simplesmente não sabem”.

Continue lendo